Minha amiga esteira

Outro dia estava conversando com um conhecido e ele me perguntou:

– Mas desde quando você corre ?

Boa pergunta, realmente não sabia a resposta certa e chutei o ano de 2009, que foi quando eu criei o CorridaSC.

Chegando em casa fui pesquisar entre as minhas medalhas pois lembro como se fosse ontem da minha primeira corrida: Corrida pela Vida e seus longos 5 km pela Beiramar.

E lá estava ela a me informar que eu corro desde 2007.

Mas fiquei encucado porque o ano de 2009 me pareceu a resposta mais certa ?

Fique pensando, pensando e comecei a me lembrar o porque desde vazio. Até 2009 eu não frequentava (fazia ? Quando eu chego lá ela já está pronta…) academia. Eu só corria na rua.

– E dai ? perguntarão os 3 ou 4 leitores que estão lendo este post.

Simples, no inverno eu não consegui treinar por causa do frio. Duas razões para isso: a preguiça e a garganta. Quando a preguiça perdia e eu saia para correr a noite, no dia seguinte a garganta reclamava e eram dois ou três dias sem treino. E para treinar no sol, somente aos sábados e domingos.

Assim, durante o inverno eu regredia, começava quase nos 10 km e voltava aos 4/5 km.

E foi assim no ano de 2006, 2007 e 2008.

Em 2009 eu entrei para a Academia e conheci minha nova aliada: a Esteira. Claro, junto com aulas de Bike para descontrair e musculação para fortalecer principalmente as pernas e o abdômen.

Muita gente não gosta de correr na esteira. Alguns dizem que é mais fácil, outros que é mais difícil, outros que é mais chato, outros que é muito diferente de correr na rua e assim vai….

O que eu acho ?

Para a minha última maratona, tirando os longos de mais de 20 km que eram feitos nos domingos ou feriados pela manhã, praticamente só treinei na esteira. Eram 3 dias por semana com distâncias que variavam entre 8 e 14km.

Por que ?

Porque a fase principal de preparação (entre meados de junho e final de agosto) era toda no inverno e eu sabia que se fosse para a rua a noite provavelmente meu planejamento iria para o saco….

Nunca fiz uma maratona que eu considere ter sido bem feita, mas esta foi na qual eu obtive o melhor resultado.

Em um próximo post darei umas dicas do que eu faço para suportar melhor a ideia de treinar em esteira.